Restauração do Palácio Campos Elíseos, em São Paulo, é iniciada | PiniWeb

Arquitetura

Restauração do Palácio Campos Elíseos, em São Paulo, é iniciada

Construído no fim do século XIX, antiga sede do Governo de São Paulo deve ter restauração concluída em 18 meses

Rodrigo Louzas
12/Julho/2013

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo começou no mês passado as obras da última etapa de restauração do Palácio Campos Elíseos, na capital paulista. A reforma, que recebeu investimentos de cerca de R$ 15 milhões, inclui o restauro das estruturas do edifício, assim como recuperação dos adornos em madeira e pedra, adequação das paredes internas e divisórias, adequação elétrica, hidráulica e sanitária, implantação de sistemas de ar-condicionado e exaustão, sistema de proteção e combate à incêndios, acessibilidade, elevadores e projeto luminotécnico interno e externo.

Eduardo Nicolau /AE

O objetivo é abrir a edificação à visitação pública. Serão dois tipos de espaços: um para uma exposição de longa duração com obras da sua coleção original e outro para exposições temporárias com obras provenientes de outros museus do Governo de São Paulo.

Projetado pelo arquiteto Matheus Heussler e ambientado pelo cenógrafo italiano Cláudio Rossi, a casa foi construída originalmente para o exportador de café Elias Antonio Pacheco Chaves no final do século XIX. Além de materiais importados da Europa e dos Estados Unidos, teve grande parte de sua marcenaria e serralheria produzida no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo.

Em 1911, o palacete foi adquirido pelo Governo do Estado de São Paulo para ser a residência oficial do presidente do Estado, passando a ser denominado de Palácio dos Campos Elíseos. Já entre 1921 e 1965, foi sede do Governo do Estado, passando a ser, além de residência, espaço para os despachos de presidente.

As peças provenientes da coleção original do Palácio dos Campos Elíseos estão sendo conservadas pela Curadoria do Acervo dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo desde 2006.

A estimativa da Secretaria de Estado da Cultura, responsável pela execução da obra, é que a restauração se conclua nos próximos 18 meses.

Revistas Pini
Destaques da Loja Pini
Aplicativos